plot: o que é e como criar um
Criação Literária

Plot: o que é e como criar um

Você pode já ter ouvido ou lido por aí que precisa de um bom plot para a sua história, caso contrário ela não irá muito longe. Então pensou: afinal, o que é um plot e como consigo um? Se este é o seu caso, continue lendo pois este artigo foi feito para você. Além de descobrir o que é um plot e por que precisa de um, você vai aprender a criar um plot e, ainda, ganhar um bônus extra: uma matriz para criar seu plot – que pode ser baixada gratuitamente!

plot: o que é e como criar um

O que é plot?

Podemos definir plot da seguinte maneira: uma série de eventos interligados por meio de uma cadeia de causa e efeito e que dizem respeito a um personagem que quer urgentemente e desesperadamente alguma coisa concreta (algo que ele não tem, algo que ele perdeu ou algo do qual ele quer livrar-se), que não será fácil de conseguir devido a obstáculos internos ou externos, e que chegará a uma conclusão satisfatória.

Todo plot deve ter um início, um meio e um fim. Isso nos leva à estrutura clássica do romance desenvolvida por Aristóteles, e que já mostramos anteriormente aqui no blog em um artigo com infográfico. [pullquote position=”right”]Podemos desmembrar o plot em quatro elementos: o personagem principal, o objetivo, a busca pró-ativa do objetivo e as dificuldades.[/pullquote] Ao longo da busca pelo objetivo, as dificuldades pelas quais o personagem passa acabam por transformá-lo, fazendo com que chegue ao final modificado. Digamos que a história é O QUE acontece, enquanto o plot é COMO e POR QUE acontece. Por isso o plot é tão importante, pois é ele que vai trazer os conflitos e obstáculos que irão interferir na história, revelando seus sentidos dramáticos, temáticos e emocionais.

Quando acontece alguma mudança de plot durante a história, chamamos de plot twist. Veja esses cinco plot twists que mudaram o rumo de algumas séries de TV (mas atenção se você não viu alguma delas, pois o artigo contém spoilers).

Algumas regras do plot

A construção do plot segue algumas regras que permanecem valiosas desde a época de Aristóteles:

  1. O protagonista deve ter uma motivação central claramente definida
  2. O objetivo do protagonista, do qual deriva a motivação, deve aparecer o quanto antes na história
  3. O risco deve aumentar fazendo com que o objetivo, que é importante no começo, deve ser mais importante do que qualquer coisa ao final
  4. Cada capítulo deve manter a instabilidade do personagem, que deve estar mudando constantemente. Se as coisas estão bem para ele no início do capítulo devem piorar no final. Um capítulo não deve terminar para o personagem da mesma forma que começou. Mudança e desequilíbrio é a chave
  5. Mantenha poucos personagens principais, no máximo três. O ideal para escritores de primeira viagem é um único protagonista, para não perder o controle sobre ele
diagrama do plot
Diagrama de como criar um plot

Crie o seu plot

  1. Exposição: início da história, onde são introduzidos os personagens e ficamos sabendo um pouco sobre o cenário. Mas o mais importante: é aqui que é introduzido o conflito principal da narrativa
  2. Ação crescente: desenvolvimento do conflito. É onde acontece a construção do interesse ou do suspense
  3. Clímax: ponto de virada da história. Normalmente o personagem se vê cara a cara com o problema principal e, a partir daí, sofre alguma mudança
  4. Ação decrescente: as pontas soltas da narrativa vão sendo amarradas e o(s) conflito(s), resolvido(s)
  5. Resolução: a história chega a um final marcante

E agora, para colocar em prática o que acabou de aprender, preparei uma matriz de plot baseada em alguns modelos existentes, que você pode baixar gratuitamente e começar a usar.

E que tal nos contar como você costuma criar os seus plots?

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...