fbpx

Está chegando o dia das crianças e as lojas de brinquedo são o destino mais comum dos pais, padrinhos, tios… Muitas vezes, brinquedos que ficarão empilhados junto a outros, pouco ou nada usados. Que tal trocar os brinquedos por livros e propiciar momentos que podem ser compartilhados por adultos e crianças? Veja abaixo algumas dicas de livros para presentear nesse dia das crianças:

não me toca seu boboca

Não me toca, seu boboca!, de Andrea Viviana Taubman
Ilustrações: Thais Linhares
Editora Aletria
Ritoca tem uma história para contar, meio difícil de entender, muito difícil de falar. O encontro com um tio gentil e sorridente acaba se tornando um pesadelo, do qual Ritoca e seus amigos conseguem escapar. “Se for de um jeito suspeito, ninguém deve tocar na gente!”, ela logo reconhece. De maneira lúdica, o livro Não me toca, seu boboca! mostra a todas as crianças o que é a situação de violência sexual e o que fazer para evitá-la. Uma forma de oferecer segurança e informação às crianças sem perder o encantamento próprio da literatura.

 

 

 

 

em algum lugar do mundo
Em algum lugar do mundo, de Anna Claudia Ramos
Ilustrações: Jacobo Muñiz
Editora do Brasil
Criança é criança em qualquer lugar do mundo. Inventa máquinas inovadoras e malucas, imagina histórias fantásticas, transforma qualquer situação em brincadeira e tem soluções para quase todos os problemas. Só não entende por que os adultos complicam tanto as coisas. Neste livro, você vai descobrir os mais profundos pensamentos, sonhos e desejos guardados no coração de crianças de todos os cantos do planeta. Onde quer que estejam, elas motivam o mundo a ser um lugar melhor. …

 

 

 

a repolheira

A repolheira, de Claudia Nina
Ilustrações: Raquel Diaz Reguera
Editora Aletria
A Repolheira era alvo de constantes suspeitas. Os vizinhos diziam que ela era uma bruxa. Outros suspeitavam que tinha uma doença que deformava seu corpo, já que vivia sempre coberta da cabeça aos pés. A verdade é que ninguém conhecia a história daquela vendedora de repolhos, que só é revelada quando sua vida muda radicalmente. O motivo da mudança? Uma dica: trata-se de um conto de fadas, embora não possamos chamar de “príncipe” o personagem que… Bem, agora é a sua vez de descobrir.

 

 

 

 

coração de inverno coração de verão

Coração de inverno, coração de verão, de Letícia Sardenberg
Ilustrações: Alexandre Rampazo
Zit Editora
Coração de inverno, coração de verão retrata de forma poética e delicada a solidão de um menino em luto. A tristeza profunda é, aqui, matéria-prima de uma jornada instigante pelo universo infantil, onde saudade e medo viram paisagens surpreendentes. Em meio às nevascas e à aridez branquíssima das terras geladas — que são, por ora, seu espírito —, o garoto se deixa guiar pela curiosidade, numa viagem em busca de alguém que possa, enfim, enxergar o frio que está sentindo por dentro.

LEIA  [Resenha] Clube das Sombras: os sete cavalheiros do Fantapunk

 

 

como o judô ajudou akira

Como o judô ajudou Akira, de JP Veiga
Ilustrações: Alexandre de Souza
EIS editora
Como o judô ajudou Akira conta a história de um menino que era bem pequeno e gostava de praticar o judô. Um dia foi ameaçado por um colega de escola muito grande e forte, mas conseguiu se defender com a ajuda do judô. O livro ressalta as qualidades do judô como esporte e como disciplinador, divulgador da ética e do respeito ao próximo.

 

 

 

Veja mais dicas de livros para presentear no dia das crianças…

 

que cabelo é esse Bela

Que cabelo é esse, Bela?, de Simone Mota
Ilustrações: Roberta Nunes
Editora do Brasil
No pátio da vila, era uma bagunça sem fim toda vez que chovia. Bela e seus amigos adoravam brincar com a água que caía do céu, principalmente depois de descobrirem que o cabelo dela brilhava. Era um poder mágico que só ela tinha – ela era a menina do cabelo de brilho da chuva! Só que algumas pessoas zombavam dela, e Bela acabou se entristecendo. Por que não podia ser quem era? Sua mãe então lhe conta a origem de seu poder mágico, que nasceu com sua tataravó, uma mulher escravizada. E agora Bela tem a escolha de renunciar ou não a esse poder. Esta é uma narrativa encantadora e potente que fala, de uma maneira singela, sobre quebrar preconceitos e padrões de beleza, descobrir o poder da ancestralidade e afirmar-se enquanto indivíduo consciente.

 

 

 

 

o menino e seu amigo

O menino e seu amigo, de Ziraldo
Ilustrações do autor
Editora Melhoramentos
Tendo como fundo colagens de dois artistas, o pintor alemão Rugendas, que retratou o Brasil do século XIX, e o ilustrador Percy Lau, dos anos 1950, o avô, afetuoso e maluquinho também, cheio de orgulho faz para o neto um resgate dos fatos da história nesta narrativa poética e comovente. Ziraldo, depois de construir uma vasta família brasileira a partir de O Menino Maluquinho, passando pelos livros das tias e das avós em Vovó Delícia, agora renasce na figura desse avô ao conviver com os netos e conquistar brasileiros de todas as idades.

 

 

 

 

 

quem viu rima por aí

Pepa & Keca – quem viu rimas por aí?, de Wiana Aguiar
Ilustrações: Ana Souza
Ame Editora
“Meu cabelo é enrolado Enrola, desenrola E volta para o mesmo lugar …” É assim que começam os versos de “Meu Cabelo Enrolado” do livro “Pepa e Keca – Quem viu rimas por aí?”: valorizando a natureza encaracolada dos cabelos de Keca e captando a essência de sua curiosa idade como uma observadora amorosa de si mesma. As páginas de Pepa e Keca estão repletas desse cotidiano infantil e, cada vez que as folheamos, é como se se abrisse para nós um universo de sutilezas que nos escapa na correria do dia a dia, mas que é tão importante mantermos ao longo da vida.

LEIA  [Resenha] Romance juvenil retrata angústias do amadurecimento

 

dom joão carioca

D. João Carioca – A corte portuguesa chega ao Brasil (1808-1821), de Lilia Moritz Schwarcz e Spacca
Quadrinhos na Cia.
Há quem diga que d. João gostou tanto do Brasil que por aqui foi ficando. Mesmo depois que os franceses foram expulsos de
Portugal, que aconteceu o Congresso de Viena, que a paz foi decretada e a guerra chegou ao fim, o príncipe português preferiu não voltar a ocupar o seu trono em Portugal.Na nova capital do Império, sediada no Rio de Janeiro, o príncipe regente reproduziu a pesada estrutura portuguesa, criou instituições e escolas, fundou jornais e o Banco do Brasil. Além do mais, encontrou um belo lugar para morar — a Quinta da Boa Vista —, onde ficava apartado da esposa, Carlota Joaquina, que vivia em Botafogo. Esqueceu da guerra, sarou da gota e aproveitou o clima e as frutas dos trópicos.
Acomodou-se de tal maneira que virou um “João carioca” — personagem popular de nossa história e cuja passagem pelo Brasil completa cem anos em 2008. Para lembrar dessa data especial, o cartunista Spacca e a historiadora Lilia Moritz Schwarcz narram a aventura da casa real que atravessa o oceano e pela primeira vez governa um império a partir de sua colônia americana.

 

 

manual astronomo mirim

Manual prático do astrônomo mirim, de Domingos Bulgarelli, Luís Guilherme Haun e Wailã de Souza Cruz
Casa da Palavra
Neste livro e nos encartes extras, são várias as atividades para você se divertir enquanto faz uma jornada pelo espaço. Tem corte e cole com os planetas, um jogo com perguntas sobre o Universo, labirinto, caça-palavras e você vai até aprender uma língua alienígena. E ainda tem um relógio de Sol para você não perder a hora de voltar para a Terra no seu ônibus espacial.
Venha conosco nessa fantástica viagem pelo espaço!

Dia das crianças: dê livro de presente

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado
  Livro pronto, autor ansioso esperando a oportunidade de ser…
error: