O autor dos tempos modernos virou produtor de conteúdo e empreendedor, não só escrevendo seus livros como também produzindo-os e até publicando por conta própria, seja física ou digitalmente. Além disso, está em contato permanente com o público leitor, ou potencial leitor, e isso o obriga a produzir conteúdos que, outrora, cabiam apenas às editoras. Ao mesmo tempo em que toma para si o controle da própria carreira, também é forçado a aprender a lidar com circunstâncias com as quais não estava acostumado. Um exemplo são as peças visuais, tão necessárias para valorizar os conteúdos publicados em plataformas como blogs e nas redes sociais ou para complementar um projeto literário, como a publicação de um livro digital. E é para ajudar quem precisa lidar com esses recursos digitais mas não tem domínio dos softwares especializados que venho contar sobre a minha experiência com o Canva, a ferramenta que tem salvado a minha vida.

 

Explico: como já divulguei pela newsletter e nas redes sociais, estou produzindo um curso online de criação literária – que tem gerado muitas expectativas entre os leitores do blog. Mas produzir um curso totalmente online engloba várias funções a serem cumpridas, entre elas a preparação de um material de apoio para as aulas: ebook, infográfico, tutorial, pôsteres… tudo o que possa facilitar o aprendizado do aluno. Pois eu estava penando para produzir todo esse material com qualidade profissional sem saber mexer com softwares profissionais. Foi então que conheci o Canva e fiquei tão feliz com o resultado que quis compartilhar com você.

 

canva
É aqui onde tudo começa…

 

 

Afinal, o que faz o Canva?

Canva é um software de design gráfico gratuito, fácil de usar e completamente online, ou seja, não é necessário baixar nenhum programa. Com ele você pode desenvolver diferentes peças digitais, como publicidades, convites, banners, infográficos, apresentações, cartões de visita, posts para mídias sociais, e-books e o que a sua criatividade quiser. O Canva, criado há menos de 5 anos, já conta com 11,4 milhões de usuários em 179 países. Além da possibilidade de uso no desktop também está disponível em formato de aplicativo para smartphones.

LEIA  10+ dicas para conseguir boas ideias

 

Canva: instragram
Modelo de post para Instagram

 

Segundo a equipe do Canva, oito novos designs são criados a cada segundo com a ferramenta. E é fácil entender o porquê. O site é totalmente intuitivo, não é necessário conhecimento prévio para começar a usá-lo imediatamente. E as opções são imensas, tanto em formatos quanto nas personalizações. Você pode começar com um template inicial e ir adequando-o às suas necessidades: mudando a fonte, a cor, o estilo e até mesmo a imagem de fundo. Se preferir, pode ficar com as próprias imagens sugeridas pelo Canva.

 

Alguns exemplos de formatos disponíveis são: capa de revista, capa de livro, capa de livro para Wattpad, banner para blog, menu, flyer, logo, cartão de visitas, banner para LinkedIn, pôster, capa de Facebook, post para Facebook, post para Instagram, post para Twitter, gráfico para Pinterest, gráfico para Tumblr, certificado, currículo, anúncio para Facebook e muito mais. Alguns recursos que eu já utilizei para o meu curso foram: logo, infográfico, capa de ebook, pôster e apresentação. Além disso, tenho usado muito a opção de post para Instagram.

 

canva: ebook
Modelo de capa de ebook

 

Você pode utilizar o Canva para a produção de conteúdo de diversos formatos, incluindo memes e tirinhas. Além de utilizar os recursos fornecidos pela plataforma, é possível também fazer upload de suas próprias imagens, personalizando ainda mais o resultado. Os template são muito flexíveis e de fácil adaptação, seja para a produção de um material de divulgação, seja para elaboração de conteúdo informativo.

Canva: a ferramenta que salvou a minha vida

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

LEIA  Por que o blog é o melhor amigo do autor?
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado
Finalmente o ano começou, não é mesmo? Temos uma tendência…
error: