escrever frase de abertura
Criação Literária

5 formas de escrever uma frase de abertura arrebatadora

Um início é fundamental para uma boa história. De nada adianta um ótimo desenvolvimento e uma conclusão perfeita se o leitor não chegar até lá. E, dentro do parágrafo inicial, há algo que exerce um importante papel na hora de instigar o leitor a continuar a leitura: a frase de abertura. Ela deve ser de tal forma arrebatadora – dentro da proposta da narrativa – que cause um impacto positivo no leitor levando-o à próxima frase, à outra, à outra, até que não conseguir se desvencilhar mais do texto.

 

A frase de abertura é a primeira impressão que o leitor terá do que está por vir. Percebeu a importância? A frase de abertura pode definir se ele continuará lendo ou não. Pode criar uma primeira impressão sobre a sua escrita: interessante, chata, instigante, sem graça… Por isso, ela merece que você dedique um tempo a mais a fim de construí-la da melhor maneira possível para introduzir sua narrativa. Há diferentes características que você pode impingir a elas durante a criação. Veja, a seguir, algumas delas que o ajudarão nessa tarefa:

 

Decida como escrever sua frase de abertura

 

1. Frase de abertura vívida
Algumas frases de abertura são capazes de evocar uma imagem na mente do leitor. A frase de abertura perfeita é aquela que nos permite visualizar exatamente o que está sendo contado. Veja os seguintes exemplos:

 

Enquanto saía para a rua, no pôr-do-sol da aldeia de Salem, o jovem Goodman Brown voltou a cabeça, depois de atravessar a soleira, para trocar um beijo de despedida com sua jovem esposa. (O jovem Goodman Brown, conto de Nathaniel Hawthorne)

 

Ao entardecer, o venerável Pedro Argüés, sexto prior dos dominicanos de Segóvia, terceiro Grande Inquisidor da Espanha, seguido de um frade redentor (encarregado do tormento) e precedido por dois familiares do Santo Ofício munidos de candeeiros, desceu a um calabouço. (A esperança, conto de Villiers de L’Isle Adam)

 

2. Frase de abertura surpreendente
Algumas frases de abertura tiram o leitor de sua zona de conforto e apresentam-lhe algo inesperado, com o qual não esperava. Veja os exemplos:

 

Quando ela acorda, põe imediatamente o seio esquerdo em minha boca. (Olho, conto de Myriam Campello)

 

Por simples acaso, dois desconhecidos encontraram-se despencando juntos do alto do Edifício Itália, no centro de São Paulo. (Dois corpos que caem, conto de João Silvério Trevisan)

 

3. Frase de abertura que estabelece uma verdade
Algumas frases de abertura contêm uma afirmação sobre algo, uma verdade que precisa ser dita antes que a história comece a se desenvolver. Veja os exemplos:

 

Aconteceu mais coisa nesta cidade nos últimos dias do que em toda a sua história. (A lula opta por sua tinta, conto de Adolfo Bioy Casares)

 

Desde muito, ela sabia que o aniversário, este ano, seria num domingo. (O vitral, Osman Lins)

 

frase de abertura arrebatadora

 

4. Frase de abertura engraçada
Algumas frases de abertura utilizam o senso de humor para fisgar o leitor. Não, necessariamente, um humor escrachado. Pelo contrário. Na maioria das vezes é um humor sutil que provoca apenas aquele leve levantar do canto dos lábios durante a leitura. Veja os exemplos:

 

“Você quer ver”, meu amigo De Jakels me dissera, “está bem, arranje uma fantasia de dominó e uma máscara, um dominó bem elegante de cetim preto, calce uns escarpins e, desta vez, eias de seda preta, e espere-me em casa na terça-feira” (Os buracos da máscara, conto de Jean Lorrain)

 

Devo à conjunção de um espelho e de uma enciclopédia a descoberta de Uqbar. (Tlön, Uqbar, Orbis Tertius, conto de Jorge Luis Borges)

 

5. Frases de abertura que traz a totalidade do conto
Algumas frases de abertura são tão abrangentes que contêm toda a essência do conto. Veja os exemplos:

 

Esse é um ritual que se pode ver somente em Moscou e, mesmo assim, só com proteção e certa dose de sorte. (O espanta-diabo, conto de Nikolai Semionovitch Leskov)

 

Eu era chofer de caminhão e ganhava uma nota alta com um cara que fazia contrabando. (O moço do saxofone, conto de Lygia Fagundes Telles)

 

E você, como costuma criar a sua frase de abertura? Conte pra gente nos comentários.

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...