o doce plano das galinhas
Resenhas

[Resenha] Desvendando o doce plano das galinhas

Animais que falam nos embalam em fábulas desde que histórias começaram a ser contadas pelo mundo. E jamais perdem o encanto. Assim como o eterno embate entre a raposa e as galinhas, que reproduz de forma lúdica a inexorável luta pela sobrevivência – seja de que espécie for. Pois O doce plano das galinhas, livro infantil de Nara Vidal que tem ilustrações de Leka, resgata com astúcia o tradicional conto popular – quiçá a mesma astúcia que a autora empresta às suas personagens de pena.

A história se passa na fazendo do seu Fagundes, um lugar incrível onde viver seria uma deliciosa aventura – seja criança ou adulto. Lá as vacas com manchas coloridas dão leite com chocolate, o burro é inteligente, o porco não come porcaria, os carneirinhos contam abelhas para dormir, as galinhas falam e as raposas, bem, essas se acham espertas demais. Galinhas e raposas na mesma frase? Já deu pra imaginar que isso vai dar problema. Mas, como diz Nara, “como todo problema precisa de solução e não de lamentação, as galinhas se puseram a pensar na saída para a tal emboscada.”

o doce plano das galinhas, Nara Vidal

A autora vai construindo uma história à moda antiga, uma narrativa que nos leva de volta a clássicos que construíram os alicerces da literatura infantil, nos quais características humanas como astúcia e esperteza estão presentes também nos animais. As galinhas “cacarejaram, palpitaram, gritaram e entraram num acordo. O plano deveria ser infalível!” Com a ajuda dos demais animais da fazenda, o plano é colocado em ação. E com direito a um “belo convite manuscrito” dirigido às raposas.

Essa fábula moderna flui de forma tão envolvente que, mal descobrimos que as galinhas formularam um plano, já estamos curiosos em conhecê-lo. Mas, em vez de revelar-nos o que as raposas encontrarão pelo frente, a autora nos coloca, de forma primorosa, dentro da história para também vivenciarmos a surpresa da etapa a seguir. Tal qual as raposas, somos surpreendidos pelo inesperado da situação.

LEIA  [guest post] 5 coisas que você não deveria fazer enquanto escreve um livro

Outro grande acerto da narrativa é fazer com que os demais personagens da fazenda também participem do plano infalível das galinhas para enganar as raposas – e, com isso, escaparem de virar almoço. O burro dá a sua contribuição, assim como o porco, e até mesmo o fazendeiro Fagundes participa sem saber. Um plano com direito a chocolates, balas, caramelos, pirulitos, bolos e algodão doce só pode ser um doce plano, não? E quem disse que a doçura não pode causar danos?

ilustração de o doce plano das galinhas
Ilustração de Leka

Permeando toda a história está justamente esse alerta, feito de forma muito criativa, de que até mesmo a doçura em excesso faz mal. E que por trás de boas maneiras pode haver más intenções. As diversas camadas de leitura do texto ganham reforço com as ilustrações que exploram os pontos fortes dos personagens e da trama. Texto e imagem fundem-se compondo uma adorável história que nos remete às mais belas lembranças da infância.

O doce plano das galinhas
Nara Vidal
Ilustrações de Leka
Editora Cuore
32 páginas

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *