fbpx

Vez por outra, em minhas palestras, alguém vem me dizer que teve uma ideia ótima e que pretende escrever um livro. Quando pergunto se já tomou alguma atitude a respeito, aparecem as desculpas para não ter ainda dado início ao processo. Reconheceu-se nessa situação? Pois você não está sozinho. Muitos têm a intenção de escrever um livro, poucos o fazem de fato. Neste artigo vou mostrar como você pode sair das estatísticas dos que ficam apenas na intenção.

Comece agora a escrever um livro

E por que não? O que o impede de começar a escrever um livro agora? Falta de tempo? Falta de ideia? Não sabe por onde começar? Tudo isso são desculpas. Sim, desculpas. Porque quando queremos algo verdadeiramente arranjamos tempo, encontramos a ideia que falta e procuraramos aprender a como fazer. Fazer literatura requer muito mais dedicação do que inspiração. E não pense que falo isso porque tenho tempo de sobra e sempre soube exatamente como escrever um livro. Além de escritora, tenho várias outras atividades profissionais – sou crítica literária, professora universitária, coaching literária e trabalho com tradução e copidesque para diversas editoras – mas aprendi a dedicar-me à minha escrita como me dedico a qualquer outra das minhas atividades. E, não importa qual seja a sua atividade profisisonal, você pode fazer isso também.

Siga os 9 passos abaixo se você quer mesmo escrever um livro

Então você decidiu escrever um livro, mas são tantas as responsabilidade no dia a dia que ainda não conseguiu colocar o plano em prática, não é? Pois eu lhe garanto que, por mais cheio que seja o seu dia, você é capaz de dedicar-se a escrever um livro. Mas para isso é preciso tomar algumas atitudes e mudar alguns comportamentos.

1. Comprometer-se
Esse é a primeira coisa que você precisa fazer quando decide escrever um livro. Sua decisão precisa ser levada a sério, tanto quanto qualquer outra decisão que você tome na vida. Não pode vê-la como um objetivo secundário, senão realmente sua ideia nunca sairá do papel. Coloque sua esta decisão no mesmo patamar de outros tantos afazeres importantes com os quais você está comprometido e veja como, aos poucos, o objetivo de escrever um livro começa a tomar forma.

LEIA  Como criar títulos interessantes

2. Estabelecer um cronograma
Se você não colocar um prazo para o seu projeto de escrever um livro, você não estará de fato comprometido com ele. Os nossos afazeres costumam ter prazos definidos, não? Sejam prazos de curto prazo – uma coisa simples como preparar o almoço a tempo de todos comerem -, médio ou longo. Mesmo que você decida que escrever um livro seja um projeto de longo prazo, o importante é fixar uma data e mantê-la em mente, para que você não se disperse ou desanime.

3. Dedicar-se a uma rotina de escrita
Nosso dia é cheio de rotina, desde o momento em que acordamos até o momento em que vamos dormir. Inclua mais essa rotina no seu planejamento diário. Separe um horário em que seja possível dedicar-se a escrever um livro sem ser interrompido. E mantenha essa rotina. Aos poucos, isso cairá no automática e o processo criativo fluirá mais facilmente.

4. Criar o plot
A página em branco do editor de texto costuma assustar até mesmo escritores mais experientes. Para evitar isso, comece criando um plot para a sua história, a trama que você irá desenvolver ao longo do seu processo criativo. Nesse post mostro como construir um plot a partir do qual você vai escrever um livro.

5. Desenvolver os personagens
Personagens são o principal elemento de uma história. Você precisa dar atenção especial a eles, pois são o motor que leva a narrativa adiante, é com eles que o leitor se importa e é por eles que continua a ler um livro até o final. Veja quais são os personagens principais de uma história e aprenda a torná-los memoráveis.

6. Estruturar a história
Você já tem um plot e já tem seus personagens. Mas e a história? Antes de começar a escrever um livro é precisa planejá-lo, saber exatamente o que você quer contar, e como quer contar. Aprenda a estruturar uma história de forma eficiente.

LEIA  Começar a escrever: eis o que importa

7. Planejar os capítulos
Uma ótima forma de evitar os eventuais bloqueios criativos ao longo da escrita é ter todos os capítulos planejados. Escreva um pequeno parágrafo sobre cada um deles, dizendo que ações acontecerão. Na hora de escrever você saberá exatamente em que ponto da trama está e o que vem adiante. Mesmo que decida fazer alterações nesse planejamento, isso o ajudará a não perder-se em meio a tantas informações.

8. Começar a escrever o texto
Se você chegou até esse ponto é porque está mesmo decidido a escrever um livro. Então, mãos à obra que chegou a hora. Pegue a sua estrutura, o seu planejamento dos capítulos e comece a dar forma à sua narrativa. Mesmo que ainda esteja inseguro sobre algumas coisas, é preciso começar de alguma maneira. Se ficar adiando esse momento pode ser que ele nunca chegue.

9. Livrar-se das desculpas para não dar prosseguimento
Acho que depois de tudo isso que falei aqui esse passo é quase desnecessário, mas é sempre bom reforçar. Esqueça as desculpas para não começar a escrever um livro agora. Se você não o fizer, ninguém o fará por você.

E para ajudar nesse processo inicial de escrever um livro, preparei um kit gratuito de recursos criativos para você baixar e começar a usar imediatamente. Além de guias e matrizes, você também receberá um ebook sobre desbloqueio criativo, muito útil naqueles momentos em que der um branco e você não souber como continuar. Baixe aqui!

9 coisas que você deve fazer depois de decidir escrever um livro

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Classificado como:                

8 ideias sobre “9 coisas que você deve fazer depois de decidir escrever um livro

  • Pingback:Links legais para escritores #1 | Luminuzzidades

  • 24/11/2015 em 13:32
    Permalink

    Valeu pelas dicas! Ótimas, sem dúvidas!
    O que está me atrapalhando um pouco é o custo da publicação / impressão. Ocorre que estou com o livro pronto ( mais um.
    Agradeço, desde já, por qualquer colaboração!
    Abr
    Osmar
    51-9913.4446

    Resposta
    • 25/11/2015 em 23:50
      Permalink

      Oi, Osmar.

      Realmente, a publicação é o grande funil. Mas não desista. Pesquise e conheça outras possibilidades.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 22/06/2016 em 10:53
    Permalink

    Eu devoro seus artigos. Sou apaixonada pela escrita. Já venho escrevendo uma história há cinco meses e sempre passo por aqui para usufruir de algumas dicas.
    Izabella Procópio

    Resposta
    • 27/06/2016 em 17:03
      Permalink

      Oi, Izabella.

      Que legal saber disso. Fico muito feliz que você venha sempre aqui no blog atrás de dicas. Volte sempre.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 29/10/2016 em 12:55
    Permalink

    Eu nunca poderia fazer isso. Talvez nem chegue a escrever um livro. Normalmente escrevo apenas contos. Mas escrevo por impulso, sempre. E quando começo, nem eu faço a menor ideia de como a história vai continuar. Descubro-a à medida que vou escrevendo.

    Resposta
    • 31/10/2016 em 16:32
      Permalink

      Oi, Ana.
      Pois é, cada um tem um método de escrita. O importante é você se sentir bem com ele.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado
Quem nunca teve um livro rejeitado por uma editora que…
error: