Blog do Conexão Autor com Ronize Aline

20

maio, 2014

Melhore a descrição de suas cenas

By: | Tags: , , , | Comments: 7

Muitos escritores menosprezam a descrição em uma obra de ficção e acham que somente a ação já é suficiente. Outros exageram em seu uso e acabam cansando o leitor com detalhes desnecessários e que nada acrescentam à trama. É difícil achar o equilíbrio entre muita ou nenhuma descrição, assim como nem todos conseguem evocar um mundo tridimensional a partir de uma página bidimensional.

A descrição envolve tanto o cenário quanto os próprios personagens, e sua função é ajudar o leitor a visualizá-los. A ideia é que, ao descrevê-los, o escritor esteja trazendo-os à vida. Observe as dicas a seguir para melhorar a descrição de suas cenas.

melhore a descrição de suas cenas

Dicas para melhorar o processo de descrição

Aperfeiçoar a descrição das cenas de uma história significa treinar-se para para cultivar o poder da observação e, então, transformar essa observação em narrativa. E, para isso, o uso dos cinco sentidos é fundamental. Visão, audição, tato, olfato e paladar são seus grandes aliados nesse processo.

1. Observe o mundo

Sherlock Holmes, em conversa com Dr. Watson, declarou: “Você vê, mas não observa”. E o que é observar? É um ato consciente de prestar atenção a detalhes que definem o comportamento de uma pessoa. E, para treinar seu senso de observação, uma boa ideia é realizar atividades ligadas a imagens, como fotografia , por exemplo.  As artes visuais nos fornecem um rico manancial de informações se nos forçarmos a olhar atentamente. Outro conselho que colhi ao longo dos anos é prestar atenção às crianças para reproduzir determinados comportamentos. Raiva, fome, vontade de ir ao banheiro… observe como elas se comportam e adapte para um adulto, se for o caso do seu personagem. Então, pare de simplesmente olhar o mundo e passe a observá-lo.

LEIA  Harry Potter 20 anos depois: o segredo do sucesso

2. Seja específico

Muitos escritores querem acabar logo com a descrição e seguir adiante. Com isso, tornam-se um tanto vagos nos detalhes, o que faz com o que o leitor acabe tendo uma visão bastante superficial daquela cena ou personagem. Seja específico na descrição. Se um personagem manca de um perna, deixe isso bem claro, porque mais adiante essa característica poderá definir alguma atitude que ele venha a ter.

3. Liste as características de seu personagem

Antes de começar a escrever, faça uma lista com a descrição de cada um de seus personagens. Não é para você colocar essa lista no seu texto, mas para lembrar-se de como os imaginou e, quando estiverem em ação, você ser capaz de incluir atitudes condizentes com as características listadas.

4. Expresse emoções

Em vez de apenas narrar a cena, coloque emoções nela. Os personagens reagem aos fatos e demonstram seu estado emocional. A descrição da cena deve incluir essas atitudes emocionais. Mas, em vez de dizer que seu protagonista ficou nervoso, mostre-o expressando seu nervosismo. Utilize a linguagem corporal: torcer as mãos, suor na testa, andar de um lado para o outro… não é preciso utilizar todos os sinais. Alguns deles já são capazes de dizer ao leitor o estado emocional em questão.

5. Evite clichês

Clichês colocam sua descrição no lugar comum e denotam pouco cuidado com a escrita. “Esperto como uma raposa”, “correu como um louco”,  “sentiu-se um peixe fora d’água” são exemplos de expressões que se tornaram clichês e pouco ou nada dizem sobre sua história e personagem. Ele vai ser apenas mais um a correr como um louco. No entanto, se descrevê-lo como alguém que “corre colocando todo o peso sobre a perna direita, o que causa um desequilíbrio que vez por outra quase o leva ao chão”,  você dá-lhe características únicas e memoráveis.

LEIA  9 dicas para escrever um romance de fantasia

6. Faça anotações

Depois que você se acostumou a observar o mundo ao seu redor, cultive o hábito de fazer anotações do que lhe chama a atenção. Imagine que você acabou de presenciar uma cena em que uma pessoa, ao levar um susto, começa a rir descontroladamente. Anote. Quem sabe no futuro, ao fazer a descrição de uma cena, essa característica não lhe será útil para demonstrar a reação do seu personagem?

E você, como costuma trabalhar a descrição de suas cenas? Deixe um comentário compartilhando sua experiência.

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Comments

7 thoughts on “Melhore a descrição de suas cenas

  1. Y.N. Daniel

    No caso de um ficção científica, que você fala de coisas que ainda não foram inventadas, descrevê-las é quase essencial. Quanto mais detalhada é a descrição daquilo que, em tese, não existe, mas crível fica a coisa toda.
    Entretanto, às vezes encontro descrições longuíssimas em textos que me fazem pular páginas. Ter que ler a descrição de um galho durante cinco páginas é demais para qualquer leitor. É preciso acertar a dose.

    Responder

  2. Lais Helena

    Achei todas as dicas muito úteis… Especialmente essas de observar; tem vezes em que, quando estou na faculdade, fico em um canto discreto com um livro, fingindo apreciar a leitura, quando na realidade estou observando meus colegas enquanto eles conversam, riem, caminham… É bastante interessante. Outro efeito que acho interessante usar é a descrição subjetiva, em que coloco as opiniões do personagem sobre o ambiente ou a pessoa. Isso diz muito sobre a personalidade do personagem e torna a descrição menos exaustiva, a meu ver. Também pode adicionar tensão, fazendo o personagem se assustar com algo que viu e confundiu com um monstro ou um fantasma, mas era na realidade uma estátua ou outra coisa inofensiva.

    Responder

    • Ronize Aline

      Oi, Lais.

      É isso mesmo. A descrição subjetiva, a partir do ponto de vista de um personagem, adiciona elementos interessantes pois traz consigo as percepções deste personagem. E dá para contrapor descrições diferentes sobre a mesma coisa a partir de pontos de vista de mais de um personagem.

      Obrigada pelo comentário. Seja sempre bem-vinda.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Responder

  3. Adilson CTS

    Nossa! Estava precisando urgentemente de uma aula dessas, pois acredito que era um dos meus maiores pontos fracos. MUITO OBRIGADO!

    Responder

  4. Samantha

    Ronize, estou apaixonada pelo seu site! Lendo-o inteira e ainda fazendo so exercícios pra aprimorar. Muito obrigada mesmo. Estou no processo criativo do meu primeiro livro, na ânsia e no medo de fazer isso dar certo. Tenho um site onde escrevo meus devaneios e sou colunista pra outros dois. Se tiver um tempinho, gostaria muito da sua ajuda.
    Obrigada!

    Responder

  5. Gabriel

    Eu estou muito feliz de ter lido essas dicas. Eu tenho dificuldades com descrição, principalmente quando o objetivo é descrever pessoas. Muito obrigado pela luz!!!!

    Responder

Leave a Reply

Recomendado
Recomendado
"O que há, pois, em um nome? O que se…
error:

Decole no mundo da criação literária

Receba esse KIT GRATUITO (avaliado em R$97) de recursos criativos essenciais para você dar os primeiros passos na sua jornada literária:

  • ebook Desbloqueio Criativo - como soltar sua imaginação
  • relatório Que tipo de enredo você quer?
  • scrips para estruturação da narrativa e dos personagens