fbpx

stephen king Embora ainda há quem goste de difundir o mito de que um escritor já nasce pronto – e, infelizmente, na maioria das vezes, para desmerecer o esforço necessário para a construção de uma obra – volta e meia encontramos depoimentos de autores mostrando que o ofício da escrita é um longo caminho de aprendizado. O americano Stephen King, um dos mais conhecidos escritores de horror fantástico da sua geração – mas também com importantes obras em outros gêneros -, tendo sido publicado em mais de 40 países e com adaptações para cinema e TV, fez questão de listar as obras que contribuíram para a sua formação.

Foi em uma carta enviada a um colegial, em 1992, que Stephen King listou os livros que o ajudaram a aprimorar sua escrita. Jesse S. Greever, o garoto que acabou virando escritor, trabalhava em uma biblioteca e havia escrito a King solicitando algum material para fazer uma vitrine sobre sua obra. Juntamente com o material, o autor enviou-lhe uma carta – que você pode conferir abaixo –  onde detalhava muitas de suas influências e inspirações.

carta de stephen king
Fonte: http://accidental-author.blogspot.com.br

As influências de Stephen King

Na carta, Stephen King diz ao jovem que, como leitor, ele se considera o equivalente literário a um onívoro, mas que seu gosto recai principalmente para o mistério, o suspense e o horror. E, então, começa a listar os livros que, segundo ele, o ajudaram no curso da sua própria escrita. São eles:

  • O Senhor das Moscas, de William Golding – “o melhor romance de suspense já escrito”, nas palavras de Stephen King
  • Eu sou a lenda, de Richard Matheson
  • O incrível homem que encolheu, de Richard Matheson – esses dois de Matheson, segundo King, “histórias incríveis de pessoas comuns cujos mundos comuns são virados do avesso por horrores extraordinários”
  • Os mistérios da 87ª delegacia, de Ed McBain – “que me mostraram como escrever diálogos realísticos”, declarou
LEIA  FLI Serrana: 1ª edição acontece dia 30

Sobre a criação de plot, Stephen King disse que aprendeu muito a partir dos seguintes livros:

  • O assassinato de Roger Ackroyd, de Agatha Christie
  • Rebecca, de Daphne du Maurier
  • Um beijo antes de morrer, de Ira Levin

Ele também cita algumas obras que o mostraram como descobrir verdades universais que existem em lugares específicos. É o caso de:

  • Luz em Agosto, de William Faulkner
  • O intruso, de William Faulkner
  • O quinto da discórdia, de Robertson Davies
  • As regras da casa de sidra, de John Irving
  • A Prayer for Owen Meany (sem tradução), de John Irving

No que se refere a romances de personagens, Stephen King cita as seguintes histórias como sendo as que lhe ensinaram alguma coisa:

  • Um estranho no ninho, de Ken Kesey
  • O colecionador, de John Fowles
  • Eu sou a lenda, de Richard Matheson, novamente

E, para finalizar, o autor diz que aprendeu o valor literário das histórias de horror com os seguintes livros:

  • Macbeth, de Shakespeare
  • Os ratos nas paredes (conto), de H. P. Lovecraft
  • Psicose, de Robert Bloch
  • O toque mágico, de F. Paul Wilson

O universo de Stephen King

E agora que sabemos que livros influenciaram a escrita de Stephen King, que tal dar uma olhada no universo que criou com suas obras? Gillian, do site Tessiegirl, criou o fluxograma “O universo de Stephen King” com as obras do autor e a conexões entre elas. É uma boa forma de descobrir como ele relacionou suas inúmeras histórias. Dê uma olhada abaixo.

universo de stephen king
Clique para ampliar

Você já leu algum livro de Stephen King? Qual o seu preferido?

Stephen King lista obras que o influenciaram

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

LEIA  [blog tour] Perguntas dos leitores no Papo Literário
Classificado como:            

Uma ideia sobre “Stephen King lista obras que o influenciaram

  • 14/05/2014 em 17:08
    Permalink

    Já li vários livros do Stephen King, é meu autor preferido! Muito interessante o post! Adorei saber que ele listou “eu sou a lenda”, fecha mto quando ele diz “histórias incríveis de pessoas comuns cujos mundos comuns são virados do avesso por horrores extraordinários”, são minhas favoritas tb!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado
Desde as sociedades primitivas que o homem é marcado por…
error: