página de os corvos de pearblossom, de aldous huxley - livros infantis obscuros
Mercado Editorial

5 livros infantis obscuros de escritores conhecidos

Escrever para crianças: existe tal coisa? J. R. R. Tolkien, um dos mais conhecidos autores de literatura fantástica, acreditava que assumir que determinada literatura é feita exclusivamente para crianças é uma escolha arbitrária feita pelos adultos. Seu pensamento ecoa em vários outros escritores chegando, mais recentemente, até Neil Gaiman. Assim como Tolkien, vários autores reconhecidos mundialmente por suas obras “adultas” também escreveram histórias identificadas como infantis que não ficaram tão conhecidas como seus demais livros. Conheça abaixo cinco livros infantis obscuros de escritores conhecidos baseados em uma lista feita pelo site brain pickings.

Conheça alguns preciosos livros infantis obscuros

1. Mister Bliss, de J. R. R. Tolkien

mr. bliss, de Tolkien - livros infantis obscuros

O autor, famoso por livros como O Senhor dos Anéis, O Hobbit e O Silmarillion, escreveu o pouco conhecido Mister Bliss para seus próprios filhos quando ainda eram pequenos. Mister Bliss, o protagonista excêntrico que usa chapéus altos e mantém em seu quintal bichos com corpo de coelho e cabeça de girafa, resolve comprar seu primeiro carro e o resultado é um desastre só. Ele bate em tudo o que aparece pelo frente até ser raptado por três ursos. A história – toda escrita a mão e ilustrada pelo próprio Tolkien – foi inspirada no carro comprado pelo escritor em 1932, mas o livro só foi publicado 50 anos depois disso, após a morte do escritor.

página de Mr. Bliss, de Tolkien - livros infantis obscuros
Página de Mr. Bliss, de Tolkien

2. Os corvos de Pearblossom, de Aldous Huxley

os corvos de pearblossom, de Aldous Husley - iivros infantis obscuros

O conhecido autor do romance distópico Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley, também pode ser incluído na lista de autores famosos com livros infantis obscuros. Os corvos de Pearblossom foi escrito para sua sobrinha e o texto original foi destruído por um incêndio logo após a morte do autor. Por sorte, os vizinhos da sobrinha de Huxley guardaram uma cópia da história, que narra as desventuras de um casal de corvos às voltas com uma serpente que come todos os ovos que a senhora Corvo coloca.

LEIA  Nouvelles du Brésil: minha participação em coletânea francesa
página de os corvos de pearblossom, de aldous huxley - livros infantis obscuros
Página de Os Corvos de Pearblossom, de Aldous Huxley

 

3. O mundo é redondo, de Gertrude Stein

O mundo é redondo, de Gertrude Stein - livros infantis obscuros

Quando a escritora e poeta Gertrude Stein recebeu o convite da editora Young Scott Books para escrever um livro voltado para crianças, a autora surpreendeu ao dizer que já tinha um quase completo, O mundo é redondo. Stein exigiu que as páginas fossem da cor rosa e as letras, azuis – o que aconteceu na edição original. Misturando prosa sem pontuação e poesia, a obra foi publicada com uma única ilustração por capítulo.

página de o mundo é redondo, de Gertrude Stein - livros infantis obscuros
Página de O mundo é redondo, de Gertrude Stein, em português
página de O mundo é redondo, de Gertrude Stein, em inglês
Página de O mundo é redondo, de Gertrude Stein, no original em inglês

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4. Haroun e o mar de histórias, de Salman Rushdie

haroun e o mar de histórias, de Salman Rushdie - livros infantis obscuros

Entre os livros infantis obscuros, ou pouco conhecidos do grande público, está Haroun e o mar de histórias, de Salman Rushdie. O escritor britânico de origem indiana ficou famoso no mundo inteiro quando recebeu a fatwa, ordem de execução proferida pelo Aiatolá Khomeini por seu livro Versos Satânicos,  que desagradou o Islã por ser ofensivo ao profeta Maomé. Haroun e o mar de histórias fala sobre um contador de histórias profissional que um dia perde o dom da palavra. Seu filho descobre que toda história vem de um mar de histórias, então segue em uma aventura em busca das palavras.

5. Chitty Chitty Bang Bang – o carro mágico, de Ian Fleming

chitty chitty bang bang, de Ian Fleming - livros infantis obscuros

Bem que Chitty Chitty Bang Bang poderia ser mais uma engenhoca criada para James Bond, afinal é um carro mágico que consegue nadar, voar e até pensar sozinho. Na verdade, o carro é a única incursão do criador do agente secreto mais famoso do mundo na literatura infantil. Chitty Chitty Bang Bang – o carro mágico foi escrito para seu filho pequeno pouco antes do autor morrer. Aqui, o herói é o carro, que se envolve em várias aventuras pelos mares, ares e muitos além.

LEIA  Hugo e Rose: resenha + sorteio
ilustração de chitty chitty bang bang, livros infantis obscuros
Ilustração de Chitty Chitty Bang Bang, de Ian Fleming

 

Você já conhecia ou já leu algum desses livros infantis obscuros de autores conhecidos?

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *