fbpx

Como escrever finais marcantes.

Finais que ficam na memória são tão importantes quanto inícios arrebatadores, que fazem o leitor não querer desgrudar do livro um minuto sequer. Um bom final permanece muito além do término do livro e passa aquela sensação de ter valido a pena. O leitor vai criando expectativas ao longo da história: algumas são cumpridas, outras, não. Mas quando a narrativa se encerra, não dá para ficar com saldo negativo, deixando no leitor uma sensação de desapontamento. As expectativas não cumpridas devem ser, na verdade,  fatos inesperados e surpreendentes que farão o leitor fechar o livro com um sorriso no rosto. Neste artigo você verá como isso pode ser feito.

Você sabe como escrever finais que ficam na memória?

Um final marcante é capaz de ficar ressoando em nossa cabeça durante muito tempo, além de nos dar uma satisfação emocional incomparável. Não há fórmulas prontas para serem usadas em qualquer narrativa. Cada história tem sua especificidade, mas é possível usar algumas técnicas para criar uma espécie de pouso seguro para que o leitor sinta que aquela leitura fez diferença em sua vida – e ele se sente grato por isso. Veja abaixo como escrever finais marcantes usando essas dicas.

como escrever finais marcantes

Finais são sobre mudanças

Histórias de ficção falam de como personagens são afetados pelos conflitos tornando-se capazes de superar obstáculos e desafios. Ao chegar no fim do livro, o leitor quer perceber que houve mudanças, sejam positivas ou negativas. A narrativa não pode estar no mesmo ponto que começou, é preciso ter avançado; os personagens não podem ser os mesmos que iniciaram a história, precisam ter passado por alguma transformação. Livros voltados para o público adolescente e jovem costumam ser bom exemplo de como seus personagens são capazes de superar dificuldades com coragem e determinação.

LEIA  Tempos da ditadura na casa da vovó

Revisite o tema central da narrativa

Narrativas devem ter um único tema que prevaleça no desenrolar do texto. E esse tema deve ser revisitado ao final. O problema que deu origem ao conflito deve ter sido resolvido, ou pelo menos finalizar em uma situação de aparente ambiguidade que dê conta do prometido anteriormente. Mesmo que o autor sele um pacto com o leitor de que aquela questão nunca será resolvida, a narrativa deve voltar ao tema para se complete o ciclo.

Encontre o momento certo para finalizar

Saber qual o momento certo de terminar um romance é essencial para que finalize bem. Encerrar a narrativa antes da hora pode significar que restarão algumas pontas soltas que não tiveram chance de serem amarradas. Situações podem ficar sem solução e personagens, aquém das mudanças a que estavam destinados. Por outro lado, estender a hora do término pode transmitir uma certa insegurança do autor, como se temesse não ter dado explicações suficientes e, com isso, insiste em digressões irrelevantes. Um erro passível a livros que fazem parte de uma série é o autor acreditar que, porque haverá outros títulos e possíveis continuações, cada volume não precisar ter necessariamente um final. Cada livro de uma série deve encerrar uma história, fechar o ciclo iniciado na primeira página.

como escrever finais marcantes

Finais não são camisas de força

Finais bem amarrados não significam finais engessados. Saber como escrever finais marcantes inclui identificar os pontos que precisam ser elucidados e aqueles que merecem a chance de pertencerem ao leitor. Cada um faz sua própria leitura e vai preenchendo os espaços entre as palavras com sua própria experiência. Ao revisitar o tema para encerrar a história lembre-se de poupar o leitor de um final esmiuçado e explicado demais, como se ele não fosse capaz de perceber e interpretar o que está ao seu redor. Há escritores que são mestres em escrever finais marcantes que retornam ao leitor o problema apresentado ao longo da trama. E nem por isso são finais inconclusivos.

LEIA  O que podemos aprender com a Copa do Mundo

E você, como trabalha os finais de suas histórias?

Como escrever finais marcantes

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Classificado como:            

6 ideias sobre “Como escrever finais marcantes

  • 08/06/2014 em 23:54
    Permalink

    Seria bom se fossem mencionados exemplos de cada caso. Se possível, é claro. De todo modo, os textos são ótimos. Muito obrigado.

    Resposta
  • 27/06/2014 em 17:57
    Permalink

    Obrigada! Esse blog é ótimo! *–* Bem, uma ideia para o final eu já tenho agora chegar até lá que é o problema. rs

    Estou adorando todas as postagens. =)

    Resposta
  • 16/03/2016 em 14:22
    Permalink

    Interessante a dica de não esmiuçar o final. Permitir a interpretação pessoal do leitor. É uma sensibilidade que deve, realmente, fazer a diferença na obra.

    Resposta
    • 21/03/2016 em 13:49
      Permalink

      Sim, Fabiana, é legal dar espaço para o leitor fazer a sua própria leitura. Até porque depois que lançamos nossa obra, já não temos mais controle sobre ela.
      Seja sempre bem-vinda por aqui.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 14/10/2016 em 22:49
    Permalink

    Já faz um tempo que conheço seu blog, mas ultimamente (devido ao fato de estar no meio de um trabalho), estou acessando-o com mais frequência.

    Seus posts são sempre muito bons, passando por vários pontos interessantes.

    Um grande abraço, Ronize!

    Resposta
    • 31/10/2016 em 16:37
      Permalink

      Olá, Lyan.
      Que legal receber esse retorno seu. Fico feliz que os posts estejam sendo de seu interesse.
      Seja sempre bem-vindo por aqui.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado
Você está escrevendo uma história e, em determinado momento, ela…
error: