Bruna Assis Brasil
Entrevistas

Como ilustrar livros infantis: entrevista com Bruna Assis Brasil

Como ilustrar livros infantis: entrevista com Bruna Assis Brasil

Em se tratando de literatura infantil, a criação literária não termina na finalização do texto. A ilustração é parte fundamental do livro e também ela conta uma história. Ilustradores são co-autores, ou seja, a criação é compartilhada entre o autor do texto e o autor das ilustrações.Nessa entrevista com Bruna Assis Brasil, ilustradora do meu livro Anete, nariz de chiclete, falaremos sobre o processo criativo e também sobre o mercado editorial para ilustradores de livros infantis.

  • Quando era pequena você já gostava de desenhar?

Eu sempre amei desenhar. Na verdade, amava tudo o que tinha a ver com trabalho manual, vivia com tinta até o último fio de cabelo. Massa de biscuit era comigo mesmo. Fazia meus próprios livrinhos de história, com mil recortes, partes que abriam e fechavam, surpresas aqui e ali. Era meu passatempo favorito.
ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Além de ilustrações, que outros trabalhos você faz?

Eu faço trabalhos como designer gráfica também, mas hoje a ilustração toma quase 100% do meu tempo.
  • Como surgiu a vontade de ilustrar livro infantil?

Foi quando eu estava na faculdade. Antes disso, nunca pensei que desenhar poderia ser uma profissão. Eu me formei em Jornalismo e Design Gráfico e foi só no último semestre que me bateu a ideia: e se eu fosse ilustradora? Foi aí que decidi fazer um livro infantil como meu trabalho de conclusão de curso e me apaixonei completamente. Eu gostava de trabalhar como designer, mas ver as portas da ilustração se abrindo pra mim foi um momento único, foi quando me dei conta de que podia viver fazendo aquilo que mais amava. Meu projeto ficou muito legal e, assim que me formei, me dediquei a fazer um portfolio e corri atrás das editoras.
  • Como você se relaciona com os livros que ilustra?

Eu dou uma primeira lida e deixo as minhas ideias viajarem um pouco. Enquanto cuido de outras coisas (às vezes de madrugada, entre uma dormida e outra) eu penso em como a história se parece pra mim. Depois volto ao texto e tento definir mais precisamente como vão ser os personagens e o estilo que vou seguir. Releio o livro todo e escolho uma página que represente bem a história, essa vai ser a primeira a ser ilustrada, acho uma boa forma de entrar na história. Com base nisso eu sigo página a página, sempre surgem ideias novas em cada uma.
ilustradora Bruna Assis Brasil
Bruna Assis Brasil durante processo criativo para Anete
  • Como é o seu processo de criação das ilustrações?

Antes de começar uma ilustração, eu gosto de olhar livros que me inspirem, tenho uma boa biblioteca e adoro poder passar um tempinho com uma pilha de livros antes de pegar no lápis. Meu processo de ilustrar propriamente dito começa sempre com lápis e papel. Primeiro faço um mini rascunho da composição da cena. Depois, faço os elementos da cena separados, mais ou menos na posição que imagino que vão ficar. Nessa fase, eu defino tudo o que vai ser feito manualmente e o que vou finalizar no computador. A próxima etapa é digitalizar tudo e montar o esqueleto da ilustração no computador. Aí sempre completo com elementos de colagem que tiro de revistas antigas. Esse é o esboço que mando para a editora, depois da aprovação eu finalizo, pintando, adicionando mais colagens e dando os últimos retoques.
  • O que mais lhe chama a atenção quando você vê um livro infantil ilustrado por outra pessoa?

A técnica é sempre a primeira coisa que me chama atenção. Eu adoro livros que misturam texturas, lápis, fotos, colagens de todo o tipo. Esses sempre saltam aos meus olhos nas livrarias.
  • Qual a técnica utilizada para ilustrar Anete, nariz de chiclete?

A técnica que usei na Anete foi mista. Os personagens são feitos com lápis de cor e os elementos de cenário são feitos com colagem de fotos e pintura digital.
dicas para ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Na sua opinião, qual a principal habilidade que um ilustrador deve ter?

Eu acho que o ilustrador deve ter seu próprio olhar sobre a história. É muito importante não só descrever aquilo que o texto já está contando, mas colocar a sua própria história ilustrada dentro da história do autor. Isso deixa o livro muito mais rico e divertido.
  • O que você diria para alguém que quer trabalhar com ilustração de livro infantil?

Eu diria para não ter medo, para se arriscar. O mercado editorial está muito aberto a novos talentos na ilustração e tudo o que é preciso fazer para entrar nele é tentar.
como ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Qual a melhor estratégia para fazer essa aproximação com as editoras? É muito difícil para um ilustrador iniciante ilustrar seu primeiro livro?

No meu caso, minha aproximação com as editoras foi pelo caminho das pedras. Não tinha contatos, não conhecia ninguém. Eu fiz meu próprio mailing a partir dos contatos disponíveis nos próprios sites das editoras. Mandei centenas de e-mails. Até que um dia uma editora me respondeu e a partir daí meu próprio trabalho fez seus contatos. Uma editora vê um livro seu de outra editora e por aí vai. Acho que o mercado está muito aberto a novos ilustradores, sempre fui muito bem recebida por todos.
Quer conhecer melhor o trabalho da Bruna? Então visite o site dela e você vai ver as lindas ilustrações que ela já fez para outros livros.
E você, gosta de ilustração? Conte pra gente!

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

LEIA  [blog tour] Perguntas dos leitores no Papo Literário

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...

19 Comments

  1. Clarissa Penido says:

    Parabéns pelo lindo trabalho, estou no final do curso de designer gráfico e como o meu projeto final vou fazer um livro infantil, o seu estilo de ilustração vai servir de referência para o meu artigo. Gostaria muito de participar um dia de algum curso seu, quem sabe um dia..
    um grande abraço
    Clarissa Penido.

    1. Oi, Clarissa, obrigada pela visita.
      Sobre o estilo de ilustração, você deve estar se referindo à Bruna Assis Brasil, a ilustradora entrevistada, não é? Eu sou escritora, e a Bruna ilustrou o meu novo livro “Anete, nariz de chiclete”, que será lançado em breve. Para conhecer mais do estilo da Bruna, é só visita o site dela: http://www.brunaassisbrasil.com.br

      Beijos
      Ronize Aline

  2. Mr. Nose says:

    Parabéns pela carreira trilhada Ronize! Estou muito inspirado em querer ilustrar livros infantis e sou desenhista de mangás! Hahahah, eu preciso de contatos urgentes!

  3. Daniele Romero De Nadai says:

    Oi Ronize, lindas as ilustrações, adorei! E admiro muito quem batalha e realiza um ideal, parabéns pelo trabalho e por contar sua experiência para iniciar no mercado.
    Eu desenho, sempre gostei, mas trabalho em uma área oposta a isso por falta de opção na época que me formei… Nem sei se depois de tanto tempo teria como voltar ao zero e começar novamente, mas enfim, vejo o trabalho de pessoas como você e me encanto!
    Grande abraço e sucesso!
    Daniele

    1. OI, Daniele.

      Legal receber a sua mensagem. Acho que a gente não deve desistir de nossos sonhos, não. Pode demorar um pouco, mas se a gente acredita, tem de persistir. E nunca é tarde para começar.

      Abraços,
      Ronize Aline

  4. Antenor Ferreira Jr. says:

    Ola Ronize, Bom falar com você.
    Adorei o seu blog. Estou me inspirando nele para começar a elaborar o meu (prometo que não vou copiar tá.rs.rs.rs.).
    Mas gostrei muito das suas dicas de como escolher uma editora. Estou buscando novos contatos para começar a editar meus escritos. Detenho já um om acervo com mais de 50 estórias infantis para diversas faixas etárias e este ano de 2014 comecei a realizar o meu sonho de me tornar um escritor profissional: consegui editar meu primeiro livro infantil por uma editora de Minas Gerais e ele fois inscrito no PNBE Temático de 2015. O livro ficou maravilhos, bem ilustrado e com um acabamento de primeira. Estou muito feliz e animado com esse começo e espero conseguir editar muitos pela frente. Era isso. Grande abraço e sucesso para você e para o sue blog também. Me ajudou muito.

  5. carla da silva souza- says:

    Você ilustraria meu livro infantil gratuitamente? é uma histporia sobre um menino deficiente que foi integrado ao coníivio social graças a interferência da professora e da prática de esporte. A história será lida para crianças da educação infantil da rede pública na comunidade em que moro.

    Abraço

    1. Oi, Carla.

      Eu não sou ilustradora, sou escritora. Aliás, não sei desenhar nadinha de nada 🙂

      Abraços,
      Ronize Aline

  6. Nilda Ramos says:

    Adorei sua entrevista ! Escrevo há alguns anos.Já publiquei um infanto.Procuro um ilustrador para novos projetos. Adoraria trocar umas idéias com vc.

    1. Oi Nilda, estou começando a ilustrar, é um sonho antigo ,pois amo desenhar…se tiver interesse para seus projetos , meu email é cristinahelena22.10@gmail.com obrigada!

    2. Daiane Boldech says:

      Ola Nilda, também sou ilustradora. Tambem estou em busca de novos projetos. Entre em contato comigo para conhecer melhor meu trabalho. daiane122586@gmail.com

    3. Boa Tarde Nilda! Eu sou desenhista e meu estilo é mais realista… trabalhei com a Editora Formando Valores, No projeto dos corações,
      Minha fan page
      Vy Luna Escultura desenho e ilustração digital!
      Estou a procura de novas historias..
      Att, Vy Luna
      Abcs…

  7. Olá, meu nome é Felipe Alves. Gostei bastante da entrevista. Sou ilustrador há quase 4 anos, ilustrando revistas e livros didáticos.

    Gostaria de apresentar meu trabalho: behance.net/vap

    Meu contato: vaptdesign@gmail.com

    Parabéns pelo ótimo trabalho no site!

    Abs

  8. Ótima matéria,atualmente desenho histórias em quadrinhos,mas sempre admirei os ilustradores de livros infantís,e isso e de muito tempo mesmo,justamente pela grande criatividade que possuem.Um dia ainda entro nessa área^^.

    1. Olá, Genilson.
      Que legal.
      Eu amo ilustração! E acho um trabalho fascinante.
      Abraços,
      Ronize Aline

  9. Vanessa says:

    Adorei a entrevista. Eu adoro desenhar e ao começar com uma ideia de um diário ilustrado uma amiga me sugeriu analisar a possibilidade de ilustração de livros. Fiquei encantada com a possibilidade, mas sou muito leiga. Quais programas de computador precisamos conhecer para ser ilustrador?
    Muito obrigada.

    1. Olá, Vanessa.
      Sobre isso você teria que conversar com um ilustrador. Não sou ilustradora, sou escritora, apenas fiz a entrevista com a Bruna.
      Abraços e boa sorte,
      Ronize Aline

  10. Elisandra Gouvea says:

    Boa tarde Ronize,
    Meu nome é Elisandra e sou mãe da Nathalia, hoje com 15 anos. Desde os 1,5 anos dela eu tinha o costume de contar estorias para ela e numa dessas acabei, sem querer, vendo que tinha criado uma que poderia publicá-la.
    Tinha o habito de ler estorias de livros ou contar as estorias “da cabeça”, que eram as que eu inventava.
    Enfim, já faz algum tempo que estou com ela guardada e há 2 anos estou me mexendo para publicá-la, mas sempre falta dindin.
    agora estou muito afim de encarar esse desafio, mas ainda não tenho um ilustrador, nem revisei meu texto dentro da nova gramática ou para checar concordâncias e coerências e tampouco a editora.
    Já sei que devo levar meu texto para um cartório de títulos e documentos, para que então possa “divulgá-lo” para as editoras e quem quer que possa me ajudar e após tudo nas mãos, quero fazer o registro de direito autoral.
    Trata-se de um livro com um cunho didático, pois falar de flores, de cores primárias que se tocam e formam as cores secundárias e terciárias e por aí vai.
    Li rapidamente seu site e achei muito bacana.
    Enfim, estou muito empolgada de novo e não queria deixar passar mais um ano e mais um e outro e outro…
    Obrigada.
    Ah! Já tenho outra obra escrita!

    1. Olá, Elisandra.
      Que legal tudo isso. Pois é, não deixe passar seus sonhos sem tentar realizá-los.
      Apenas algumas questões: você não tem que levar seu texto a um cartório e, sim, ao Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, onde é feito o registro da obra para garantir o seu direito autoral, e evitar que alguém roube a sua autoria. Se você não morar no Rio, entre no site da Biblioteca Nacional que você pode fazer isso mesmo a distância. Lá explica tudo certinho.
      Outra coisa é que você não precisa contratar um ilustrador. Isso faz parte das funções da editora. Quando você assinar contrato com alguma editora, ela se responsabiliza em contratar o ilustrador. A menos que você queira fazer uma autopublicação.
      Desejo boa sorte!
      Abraços,
      Ronize Aline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *