Bruna Assis Brasil
Entrevistas

Como ilustrar livros infantis: entrevista com Bruna Assis Brasil

Como ilustrar livros infantis: entrevista com Bruna Assis Brasil

Em se tratando de literatura infantil, a criação literária não termina na finalização do texto. A ilustração é parte fundamental do livro e também ela conta uma história. Ilustradores são co-autores, ou seja, a criação é compartilhada entre o autor do texto e o autor das ilustrações.Nessa entrevista com Bruna Assis Brasil, ilustradora do meu livro Anete, nariz de chiclete, falaremos sobre o processo criativo e também sobre o mercado editorial para ilustradores de livros infantis.

  • Quando era pequena você já gostava de desenhar?

Eu sempre amei desenhar. Na verdade, amava tudo o que tinha a ver com trabalho manual, vivia com tinta até o último fio de cabelo. Massa de biscuit era comigo mesmo. Fazia meus próprios livrinhos de história, com mil recortes, partes que abriam e fechavam, surpresas aqui e ali. Era meu passatempo favorito.
ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Além de ilustrações, que outros trabalhos você faz?

Eu faço trabalhos como designer gráfica também, mas hoje a ilustração toma quase 100% do meu tempo.
  • Como surgiu a vontade de ilustrar livro infantil?

Foi quando eu estava na faculdade. Antes disso, nunca pensei que desenhar poderia ser uma profissão. Eu me formei em Jornalismo e Design Gráfico e foi só no último semestre que me bateu a ideia: e se eu fosse ilustradora? Foi aí que decidi fazer um livro infantil como meu trabalho de conclusão de curso e me apaixonei completamente. Eu gostava de trabalhar como designer, mas ver as portas da ilustração se abrindo pra mim foi um momento único, foi quando me dei conta de que podia viver fazendo aquilo que mais amava. Meu projeto ficou muito legal e, assim que me formei, me dediquei a fazer um portfolio e corri atrás das editoras.
  • Como você se relaciona com os livros que ilustra?

Eu dou uma primeira lida e deixo as minhas ideias viajarem um pouco. Enquanto cuido de outras coisas (às vezes de madrugada, entre uma dormida e outra) eu penso em como a história se parece pra mim. Depois volto ao texto e tento definir mais precisamente como vão ser os personagens e o estilo que vou seguir. Releio o livro todo e escolho uma página que represente bem a história, essa vai ser a primeira a ser ilustrada, acho uma boa forma de entrar na história. Com base nisso eu sigo página a página, sempre surgem ideias novas em cada uma.
ilustradora Bruna Assis Brasil
Bruna Assis Brasil durante processo criativo para Anete
  • Como é o seu processo de criação das ilustrações?

Antes de começar uma ilustração, eu gosto de olhar livros que me inspirem, tenho uma boa biblioteca e adoro poder passar um tempinho com uma pilha de livros antes de pegar no lápis. Meu processo de ilustrar propriamente dito começa sempre com lápis e papel. Primeiro faço um mini rascunho da composição da cena. Depois, faço os elementos da cena separados, mais ou menos na posição que imagino que vão ficar. Nessa fase, eu defino tudo o que vai ser feito manualmente e o que vou finalizar no computador. A próxima etapa é digitalizar tudo e montar o esqueleto da ilustração no computador. Aí sempre completo com elementos de colagem que tiro de revistas antigas. Esse é o esboço que mando para a editora, depois da aprovação eu finalizo, pintando, adicionando mais colagens e dando os últimos retoques.
  • O que mais lhe chama a atenção quando você vê um livro infantil ilustrado por outra pessoa?

A técnica é sempre a primeira coisa que me chama atenção. Eu adoro livros que misturam texturas, lápis, fotos, colagens de todo o tipo. Esses sempre saltam aos meus olhos nas livrarias.
  • Qual a técnica utilizada para ilustrar Anete, nariz de chiclete?

A técnica que usei na Anete foi mista. Os personagens são feitos com lápis de cor e os elementos de cenário são feitos com colagem de fotos e pintura digital.
dicas para ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Na sua opinião, qual a principal habilidade que um ilustrador deve ter?

Eu acho que o ilustrador deve ter seu próprio olhar sobre a história. É muito importante não só descrever aquilo que o texto já está contando, mas colocar a sua própria história ilustrada dentro da história do autor. Isso deixa o livro muito mais rico e divertido.
  • O que você diria para alguém que quer trabalhar com ilustração de livro infantil?

Eu diria para não ter medo, para se arriscar. O mercado editorial está muito aberto a novos talentos na ilustração e tudo o que é preciso fazer para entrar nele é tentar.
como ilustrar livros infantis
Ilustração de Bruna Assis Brasil para Anete, nariz de chiclete
  • Qual a melhor estratégia para fazer essa aproximação com as editoras? É muito difícil para um ilustrador iniciante ilustrar seu primeiro livro?

No meu caso, minha aproximação com as editoras foi pelo caminho das pedras. Não tinha contatos, não conhecia ninguém. Eu fiz meu próprio mailing a partir dos contatos disponíveis nos próprios sites das editoras. Mandei centenas de e-mails. Até que um dia uma editora me respondeu e a partir daí meu próprio trabalho fez seus contatos. Uma editora vê um livro seu de outra editora e por aí vai. Acho que o mercado está muito aberto a novos ilustradores, sempre fui muito bem recebida por todos.
Quer conhecer melhor o trabalho da Bruna? Então visite o site dela e você vai ver as lindas ilustrações que ela já fez para outros livros.
E você, gosta de ilustração? Conte pra gente!

Ronize Aline

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Leia também...