fbpx
A melhor editora para o seu livro.Há quem diga que a melhor editora para o seu livro é aquela que decidir publicá-lo. Mas, antes disso, há um (geralmente) longo caminho pela frente. Nesse artigo irei dar algumas dicas de mercado editorial sobre como escolher as editoras com maior potencial de editarem seu original.Já comentei que foram nove anos desde o momento em que considerei meu primeiro livro, O dono da Lua, pronto para publicação até ele ser efetivamente editado.

Durante esse tempo, entrei em contato com várias editoras, enviei o original e, na maioria das vezes, não obtive uma resposta sequer. Quando recebia, era uma carta agradecendo o interesse pela editora em questão, mas “infelizmente nosso catálogo já está preenchido e não estamos abertos a novos autores” – uma frase-chavão que me acostumei a receber. E as cartas chegavam tão rapidamente que, certamente, nem havia dado tempo de sequer abrirem o original para saberem do que se tratava a história.

Gastei muito com cópias do livro e custos de envio, já que até algum tempo não era tão comum as editoras aceitarem envio de material online. Mas eu achava que, quanto mais editoras recebessem meu original, mais chances eu teria de ele ser publicado. Certo e errado. Sim, aumentando o número de editoras a que seu texto está exposto, pode aumentar as chances de alguém se interessar por ele. Mas apenas se essas editoras têm o perfil de seu livro, ou, dizendo de outra maneira, se o seu livro se encaixa no perfil da editora.

Aprenda a escolher a melhor editora para enviar seu original

Depois de várias cartas de rejeição, acabei deixando o projeto engavetado por um tempo para cuidar de alguns projetos pessoais. Quando resolvi novamente apresentá-lo ao mercado editorial porque achava que tinha potencial para publicação, fiz uma triagem bem mais acurada de para onde iria enviá-lo. Havia decidido que dessa vez seria mais seletiva, já que mandar para muitas editoras não se mostrara tão efetivo assim.

Um primeiro critério de seleção é escolher editoras que se mostram abertas a receber propostas de novos escritores. Uma navegada cuidadosa no site da editora dá para perceber se eles acreditam na importância de investir em autores inéditos e, caso esteja indicado que “não avaliamos material que não foi solicitado por nós”, nem gaste seu tempo e dinheiro. Provavelmente seu original não será nem mesmo aberto.

LEIA  Como sugerir (e conquistar o leitor) sem ser explícito
Um segundo critério é o gênero do livro. O dono da Lua é um livro infantil e, apesar de muitas editoras contarem com esse departamento em sua estrutura, nem sempre ele merece grandes investimentos. Mais uma vez, uma busca pela internet pode lhe dar valiosas informações sobre o tipo de livro que publicam, se primam pela qualidade dos títulos e o quanto investem em sua edição. Algumas já deixam bem claro que certos gêneros não são publicados ali.
Um terceiro critério a ser considerado é o tamanho da editora. O mercado editorial pode ser dividido entre grandes (ou gigantes) editoras, geralmente formadas por conglomerados internacionais que vieram para o país e adquiriram editoras menores, e pequenas editoras. É comum querer ser publicado por uma grande editora, podendo contar com toda uma estrutura de edição e posterior divulgação do livro. Editoras menores costumam ter o orçamento reduzido, e a parte que normalmente recebe menos investimento é justamente a divulgação – essencial para que o público saiba que seu livro existe e se interesse por ele.

As vantagens de uma editora pequena

Quando se trata de estreantes na literatura, as editoras menores apresentam uma vantagem sobre as demais: devido ao menor número de autores (e também à ausência de autores-celebridades), o contato é muito mais próximo e seu livro pode receber uma atenção que não receberia em uma gigante editorial – onde o autor estreante é apenas “mais um” no processo. O dono da Lua acabou sendo editado pela Escrita Fina Edições, um editora que tinha apenas dois anos na época e especializada em literatura infantojuvenil, o que me garantia a valorização do meu livro, que tem temática infantil.

Livro de estreia

E essa se mostrou, realmente, a melhor editora para o meu livro. Além de ser uma editora especializada, os ainda poucos autores permitiam que eu acompanhasse de perto todo o processo de edição e fosse “ouvida” em minhas expectativas. O livro foi ilustrado pela competente Martha Werneck, ilustradora sugerida pela própria editora que prima pela qualidade editorial e valorização tanto da obra quanto do autor. Consegui, ali, desenvolver uma relação editora-autor que, certamente, seria muito difícil se eu estivesse em uma editora de grande porte.

LEIA  [blog tour] Perguntas dos leitores no Papo Literário
E o livro publicado foi muito além do que eu poderia esperar para uma autora estreante. Como resultado, está trilhando um caminho extremamente gratificante: foi selecionado pelo Governo do Estado de São Paulo para fazer parte do Programa Livro na Sala de Aula 2013 e ser distribuído em todas as escolas de ensino fundamental do estado, foi selecionado para o mesmo fim pela Prefeitura de Contagem (MG) e recebeu o Prêmio Werner Klatt 2012 de Excelência Gráfica na categoria Livro Infantil.Por isso, antes de sair enviando seu original para todas as editoras, é preferível fazer uma seleção prévia a partir de critérios que são importantes para você. Ter claro em sua mente seus objetivos ajuda na hora de optar por uma ou outra. Com certeza isso lhe poupará tempo e dinheiro.No site do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), você encontra uma lista de editoras brasileiras com as respectivas informações de contato. Esse é um bom ponto de partida para você  começar a fazer a sua seleção.

E você, já teve alguma experiência com mercado editorial? Conte para gente como você fez, ou está fazendo,
a seleção da editora para enviar seu original.

A melhor editora para o seu livro

Escritora, crítica literária, jornalista e professora universitária. Trabalha com criação de textos e preparação de originais. Desenvolve cursos e palestras na área de Criação Literária e Escrita Criativa.

Classificado como:        

37 ideias sobre “A melhor editora para o seu livro

  • 12/08/2013 em 19:04
    Permalink

    Olá, Debora, seja bem-vinda! Obrigada pela visita. Fico muito feliz que tenha gostado do “O dono da Lua”, esse ano vou lançar o meu segundo: “Anete, nariz de chiclete”. Vou lá visitar seu blog, com certeza. Com a consultoria paterna, tem um belo futuro pela frente. Beijos
    Ronize Aline

    Resposta
  • 17/12/2013 em 01:15
    Permalink

    Para ser franco, antes de fazer minha “caçada “por editoras, a minha esperança era um oceano, depois de tanta rejeição ela virou uma gotícula. Mas o que tenho de positivo é o fato de amar minhas originais, e foi por este amor que eu ainda não desisti delas. Meus textos são voltados para crianças, assumi isso como uma responsabilidade, um compromisso. O que tb me dar forças para continuar foi saber que o livro que virou uma “febre” mundial, Harry Potter, tb foi rejeitado. A minha mensagem para pessoas como eu, que querem publicar um livro, é amar sua obra e n desistir. As editoras possuem mil e um motivos para n publica-los, contudo vc tem um bem maior para continuar tentando, foi vc quem criou! N se joga um filho fora!

    Resposta
  • 08/01/2014 em 22:20
    Permalink

    Ronize, tenho dúvidas a respeito dos capítulo. Estes devem ser divididos a medida que escrevemos a história, ou depois do texto estar todo escrito?

    Resposta
  • 16/01/2014 em 14:05
    Permalink

    Adorei seu blog. Para quem esta começando na literatura infantil e que dicas , me ajudou.
    Att
    Andrea

    Resposta
  • 28/05/2014 em 14:24
    Permalink

    Olá Ronize,

    Adorei o blog e o seu livro o ‘O dono da lua’, uma história linda e cativante.
    Escrevi dois livros infantis e recebi propostas de 4 editoras (Novo Século, Litteris, Chiado e Eucleia, sendo estas duas últimas Editoras de Portugal) contudo, todas as propostas incluíam o pagamento de parte da edição, por isso, acabei recusando-as. Obrigada por todas as dicas incríveis, pela gentileza em compartilhar conosco um pouco da sua trajetória, do seu trabalho. Um abraço.

    Resposta
    • 03/06/2014 em 13:36
      Permalink

      Oi Adriana,
      O mesmo aconteceu comigo. Depois de receber um email elogiosíssimo, no fim do texto, eu fui informada que teria que arcar com parte dos custos. Não topei! Prefiro aguardar um pouquinho mais e ter minha publicação custeada integralmente por uma editora.

      Resposta
    • 03/06/2014 em 19:47
      Permalink

      Oi, Deniz Adriana.

      Há muitas editoras que trabalham nesse esquema de pagar pela publicação. É importante você saber se é isso mesmo que quer.
      Fico muito feliz que o blog esteja sendo útil à você.
      Seja sempre bem-vinda.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
    • 28/07/2014 em 17:58
      Permalink

      Ola Deniz, eu sou autora do Livro Poesias das Lágrimas e trabalhei com umas das duas ultimas editoras que mencionaste…
      Foi horrivel, eles trabalharam muito mal, mentiram roubaram.. como foi tudo pela net.. vivo em Holanda… Quando abri a Caixa dos livros só tinhas 30 por cento de livros que comprei.. Foi pior negocio que fiz na minha vida… Era supostamente ganhar 10 perconto nao ganhei nada, nao contactaram me mais, nao cumpriram o contrato …o caso esta no advogado…

      Resposta
  • 20/06/2014 em 11:11
    Permalink

    Olá Ronize,
    Como vai?
    Primeiramente queria te parabenizar pelo blog e também pela edição do seu livro “O Dono da Lua”. Confesso que ainda não o li, mas assim que tiver lido, retorno aqui no blog dizendo o que achei.
    Gostei muito das dicas e da composição no blog, e estou pensando seriamente em montar também um blog para difusão dos meus trabalhos literários. Tenho já um livro infantil editado por uma editora de Belo Horizonte, livro esse que foi inscrito no PNBE Temático de 2015.
    Assim que tiver disponível no site da editora e nas livrarias eu informo.
    Possuo também um bom acervo, com mais de 50 estórias infantis e infanto-juvenis para diversas faixas etárias e tenho fé que conseguirei edita-las. Continuo escrevendo e criando novas estórias. Isso me diverte muito.
    Era isso. Queria te desejar todo o sucesso do mundo, na sua carreira e na sua vida. Nosso país precisa de gente como nós, que ainda pensa e se preocupa com a educação das nossas crianças.
    Grande abraço e mais uma vez sucesso.
    Antenor Ferreira Jr.

    Resposta
    • 25/06/2014 em 23:47
      Permalink

      Olá, Antenor.
      Muito obrigada pela sua mensagem. Fico muito feliz que esteja gostando do blog.
      Seja sempre bem-vindo.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 15/07/2014 em 14:55
    Permalink

    Ronize,
    muito simpático seu blog,
    eu editei muita coisa por conta própria, livros, jornais, uma revista, muito difícil patrocínio, ainda estou à procura da editora que promova a parte difícil, a distribuição visível do livro.
    Abraços

    Resposta
  • 17/07/2014 em 09:52
    Permalink

    Rozine,

    Seu site vem me ajudando muito na criação do meu primeiro livro. Tenho uma dúvida, quais editoras geralmente aceitam melhor livros de romance fantasia? Você conhece alguma para que eu entre em contato?

    Resposta
  • 17/07/2014 em 17:39
    Permalink

    Ronize,

    Seu site vem me ajudando muito na criação do meu primeiro livro, gostaria de saber se há alguma editora que você indique ou que conheça que aceite bem os livros estilo romance fantasia?
    Obrigada.

    Resposta
    • 22/07/2014 em 14:57
      Permalink

      Olá, Nathany.
      Obrigada pelo contato.
      Fico muito feliz que as dicas tenham sido úteis a você. As editoras mais conhecidas que costumam trabalhar com romance de Fantasia são: Dracco, Arqueiro e Fantasy/Casa da Palavra. Mas vale uma busca na internet que você encontrará mais.

      Seja sempre bem-vinda.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 03/09/2014 em 13:43
    Permalink

    Boa Tarde!
    Gostaria de saber se vcs podem ver um resumo doq pretendo publicar.
    A história está em texto, mas não pronto p publicação, pois pensei em primeiro ver se o assunto geraria interesse do público. Vcs gostariam de receber este resumo? Ou sabem p quem deveria direcionar?
    O assunto deve ser interessante, e como são FATOS REAIS, costuma prender a atenção.
    Lógico q ainda tem q ser dado uma formatada, pois apenas fui contando os casos q aconteceram comigo. Inclusive fação Direito hoje devido a estes ocorridos.
    Agradeceria muito a sua atenção, mesmo p uma crítica construtivista.

    att,

    Rodrigo

    Resposta
    • 09/09/2014 em 11:49
      Permalink

      Olá, Rodrigo.
      Eu faço o serviço de leitura crítica, que é justamente uma análise do texto para ver os pontos fracos e os pontos fortes, se está bem estruturado, entre outras coisas. Se quiser saber mais, entre em contato comigo por aqui: http://www.ronizealine.com/contato/
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 22/12/2014 em 18:40
    Permalink

    Tenho um original já com certidão de registro, obra para crianças de 03 a 10 anos.
    Título: Um príncipe a procura de uma noiva ideal. Quero saber se ha interesse em publicar.

    Resposta
    • 26/12/2014 em 13:08
      Permalink

      Olá, Oswaldo.

      Não sou uma editora e, sim, escritora. Você precisa procurar uma editora para enviar seu original.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 10/09/2015 em 12:59
    Permalink

    Olá pessoal!
    Acho que me enquadro no texto todo. Tenho uma Série, 5 histórias prontas e uma editada, paguei pela edição. E como li em um dos comentários, adoro todos os meus originais, porque escrevi a vida de cada animal que pediu abrigo em meu mantenedor de fauna silvestre e amei a cada um deles.
    Difícil isso de encontrar editora, de abrir caminho. Então estou amando esse blog e agradecendo muito por ele estar disponível para pessoas como eu. Escrevem dentro de uma concha e colocam o trabalho pronto para alguém direcionar.

    Resposta
    • 10/09/2015 em 22:37
      Permalink

      Olá, Mariangela.

      Que legal que você esteja curtindo o blog. Seja sempre bem-vinda.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 23/12/2015 em 14:50
    Permalink

    Olá Ronize,

    Gostei muito das suas dicas. Estive procurando na net uma editora para enviar meus originais mas só encontrei 2 que estão dispostas a receber para avaliar. Tenho muitos livros infantis em casa e pesquisei as editoras deles mas nenhuma delas tem informações no site sobre o envio de proposta. Você sabe de algumas editoras para me informar.
    Obrigada.
    Penélope.

    Resposta
    • 31/12/2015 em 16:56
      Permalink

      Olá, Penélope.

      É preciso pesquisar mesmo, pois uma que está recebendo originais no momento pode não estar mais daqui a pouco. Especialmente com a crise atual as editoras estão limitando muito as novas contratações. É um trabalho de garimpo mesmo, ver uma a uma.

      Feliz 2016 e sucesso!

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 25/12/2015 em 16:09
    Permalink

    Olá, Ronize!

    Que blog legal este seu! Estou gostando bastante!

    Gostaria de uma ajuda, caso possa me ajudar: Tenho um texto de que gosto bastante e gostaria de transformá-lo num livro infantil. Para enviar o original para uma editora, já tenho que enviar o livro ilustrado ou a editora analisa apenas o texto, indicando ela um ilustrador?

    Imensamente grato pela atenção,

    Felipe

    Resposta
    • 31/12/2015 em 16:54
      Permalink

      Olá, Felipe.

      Obrigada, seja sempre bem-vindo!

      A editora apenas analisa o texto. De uma forma geral, elas não gostam que o original já venha ilustrado, pois já têm os ilustradores com quem costumam trabalhar. Então não se preocupe com isso, apenas com o seu texto.
      Feliz 2016 e sucesso!

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 31/12/2015 em 23:01
    Permalink

    Editoras, benditas editoras… Quem poderá nos socorrer de seus contratos? Pois é assim mesmo que ficamos quando criamos uma obra e não sabemos quem irá publicar! Dúvidas e mais dúvidas sobre todas elas… Nem sempre cumprem o que prometem! Fiquem atentos!
    No meu caso, em particular tive já duas obras lançadas no mercado. Escrevo uma trilogia e já publiquei dois volumes desta série, no gênero suspense e ficção. – Mundos Estranhos – A Saga da Nação Zinikã (A Primeira Geração) Vol I e (Além da Morte) Vol. II. Estou terminando o terceiro volume com o subtítulo (O Enigma) fechando assim a trilogia da saga Zinikã.
    Quem pensa que escritor iniciante vai jubilar com os louros colhidos pelo nascimento de um trabalho árduo que leva tempo para ser modelado, triste engano! O prazer fica restrito a ver sua obra publicada e uma concorrência acirrada contra tudo que você imaginar.
    Meu maior desengano com este mercado é ver que livros por demanda fica quase tudo na conta do autor, mas se ficar por conta da editora, valerá somente alguns míseros percentuais de direitos autorais a você. Não se enganem, pois ninguém dar nada a ninguém. São poucos os que neste país conseguem viver da literatura, mesmo assim continuo escrevendo de vento em popa, pois escrever para mim é um prazer que não tem dinheiro que compre!
    Abraços e feliz 2016 com novos contratos!

    Resposta
  • 02/01/2016 em 12:29
    Permalink

    Olá Ronize!

    Amei esta página!!! Agradeço pelas dicas que foram fundamentais para mim! Escrevi uma história, e ainda estou à procura da próxima etapa, rs! As editoras! E estou querendo mais dicas… Obrigada e um feliz ano novo!

    Resposta
  • 23/05/2016 em 21:11
    Permalink

    Boa noite, Ronize!
    Adorei sua página e me ajudou bastante com algumas dúvidas que tinha… Se não for abuso, gostaria de tirar mais uma dúvida. Escrevi um texto para livro infantil e já vi que não preciso (e nem mesmo é recomendável) enviar ilustrações. Porém, o texto não é longo, umas 300 palavras, cabe todo em uma única página. Envio assim para as editoras que eu for tentar publicar, apenas uma folha mesmo?
    Obrigada pela atenção,
    Fernanda

    Resposta
    • 05/06/2016 em 20:14
      Permalink

      Olá, Fernanda.

      Sim, as editoras preferem receber o texto puro, sem ilustrações, pois normalmente já têm os profissionais com quem costumam trabalhar. Faça uma capa com o título do livro, seu nome e seu contato e envie assim mesmo.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 07/06/2016 em 00:04
    Permalink

    Olá Ronize Queria Saber Se Você Pode Me Indicar Editoras Que Publicam Obras Sem Pagar Nada Por Conta Da Editora. OBRIGADO

    Resposta
    • 07/06/2016 em 17:04
      Permalink

      Olá, Kesydy.

      Todas as editoras que não são de autopublicação editam os livros sem cobrar nada. O original é submetido a elas e, se aprovado, é feito um contrato entre editora e autor cedendo os direitos de publicação por um determinado tempo à editora. A partir daí todo o custo de edição e publicação é por conta da editora, cabendo ao autor receber um percentual sobre as vendas de seus livros.

      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 28/06/2016 em 11:32
    Permalink

    Ronize, bom dia.
    Terminei meu primeiro romance, num hiato que tive em meus estudos de mestrado. Um sopro de descanso de minha mente que eu precisava, e o enredo foi se desenrolando, e após alguns apontamentos, terminei a história. Não conheço nada sobre editoras, agentes nem outro contato que pudesse analisar uma possível publicação. Você poderia me indicar alguma editora que seja mais aberta a novos autores?
    Procurei no Google, sem saber muito sobre o que pesquisar, e sempre vejo que as grandes editoras no momento não estão aceitando novas submissões.
    Agradeço qualquer luz que você possa me dar.
    Abraço!

    Resposta
    • 11/09/2016 em 21:26
      Permalink

      Olá, João.
      A melhor maneira é mesmo procurando no Google e entrar no site de cada uma para ver as que estão aceitando originais no momento. Isso muda constantemente.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta
  • 27/07/2016 em 13:34
    Permalink

    Estou escrevendo um livro que conta a história de um Cavaleiro Templário (solitário), que parte do território gaulês (França) rumo à Terra Santa, com outros nobres Cavaleiros (afim de libertá-la) da invasão árabe, em uma das Cruzadas (1228). No caminho até o “palco” do enredo que apresentarei, irá passar por um processo de autoconhecimento bastante grande, sofrerá com a falta de conforto e do luxo dos quais antes estava habituado. Irá questionar sua cultura e seu credo. Quando chegar ao cenário de seu intento, ao se deparar com o inimigo, no campo de batalha, acaba sendo ferido por um Guerreiro Muçulmano, que luta pelos ideias transmitidos por Mohammed (Maomé). Ferido em combate, por este guerreiro, o defensor cristão é levado para a tenda do seu algoz, justamente pelo próprio que o condicionou o grave ferimento. Após passar muitos dias – inconscientes, sob proteção desse guerreiro; mas, especialmente tratado pela filha do seu “inimigo”. Acaba apaixonando-se por ela. Conhece mais sobre a cultura islâmica. Converte-se ao islamismo (ainda que somente na aparência; pois não crê verdadeiramente em seu coração…), casa-se com a filha daquele que antes fora seu maior rival. Acaba desistindo de voltar à sua terra natal. Junta-se aos árabes. Luta ao lado do seu sogro, contra a expulsão pretendida pelos cristãos romanos.
    No final, após muitos anos ali, possuindo já família – filhos, em uma das suas idas até as batalhas que ainda são travadas, sua casa (tenda) é ameaçada justamente por aqueles que possuíam os mesmo ideias desse nobre ex cavaleiro. E que, em uma tática ousada – devido a tantas perdas e sucessivas tentativas frustradas de expulsar os “infiéis” de Jerusalém, decidem contornar pela região. E atacar somente os familiares dos guerreiros árabes que protegem Jerusalém. Fazendo dessa batalha, a menos honrosa. E a mais triste para o antigo Cavaleiro Templário, que abandonou tudo em nome do amor e de novas esperanças para sua vida. E que agora, poderá perder quem ele mais ama. Vendo o fim dos seu maior sonho conquistado lhe chegar.
    Será que isto “emplacará”? Não pelo dinheiro, não pelo sucesso. Mas pelo ego! Que me fará contentar-se por ter escrito algo bom.
    Abraço! Elbair LS – Montenegro – RS

    Resposta
    • 11/09/2016 em 21:18
      Permalink

      Olá, Elbair.
      Torço pelo seu sucesso. O importante é não desistir.
      Abraços,
      Ronize Aline

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: